Sigua-nos por E-mail

quarta-feira, 21 de junho de 2017

"Meu Malvado Preferido 3"

O encontro de dois irmãos gêmeos que foram separados quando nasceram, com certeza vai ser muito divertido..........


“Quem sou eu? “


Você não me conhece, não sabe pelo o que eu passei. Sou jovem sim, e daí? Isso quer dizer que sou um tolo que não entende nada da vida? Quem é você pra definir o que eu sinto? Eu estou cansado de me ferrar tanto na vida, passar por coisas que as vezes nem eu acredito que passei, e ainda ter que ouvir gente como você dizer que eu estou fazendo drama e não sei nada sobre a vida. Você não imagina quantas vezes eu coloquei um sorriso que não era meu no rosto  escondendo a minha dor. Você não tem ideia de quantas vezes eu segurei o mundo dos outros e deixei o meu cair. Mas não me entenda mal, não estou me vitimizando. Eu sei que a vida é difícil, e isso é só o começo dos grandes desafios que estão por vir. Mas você não sabe quem eu sou, pelo o que eu passei e do que sou capaz. Então não me julgue sem antes ouvir a minha história. Carrego um coração pesado, mas minha alma é leve. De mim, cada um recebe o que merece. Sou um bom homem, muito leal aos que amo. Mas minha ingenuidade é inexistente. Posso ser sádico e cruel com aqueles que machucam a mim e meus amigos. Não sou perfeito, sou justo. Sou capaz de fazer qualquer coisa por amor. Sempre tive uma alma caridosa, ajudava a todos, aconselhava muitas pessoas. Ainda o faço, mas a vida me ensinou que não são todos os que merecem minha bondade. Já fui esfaqueado pelas costas, traído, maltratado, injustiçado. Mas nunca amedrontado. Aprendi a ser forte. Ainda sou sensível, mas minha determinação não falha. Sei que meus dias de glória vão chegar, mas enquanto isso, sobrevivo firme e forte pelos dias de luta. Eu sei quem eu sou. Quem é você?


Jean Pacheco

“O Verdadeiro Desafio da Baleia” (ALERTA)


Eu fiquei sabendo recentemente,
Que jovens estão tirando a vida regularmente,
Por causa de um jogo do presente
Colocarei aqui o que penso sinceramente,
E o quanto é imprudente o que está ocorrendo ultimamente.

Os jovens estão muito frágeis,
Os das décadas passadas eram mais ágeis
Hoje uma palavra pode fazer alguém se cortar,
Hoje uma ofensa pode fazer alguém se matar
Penso que, se alguém está com problemas,
Que ela procure ajuda, que não se contenha,
Pois, tirar a vida, é também tirar parte da família
Será que a mãe não ficará extremamente abatida?
E o pai? Que após a fatalidade,
Passará todo dia pelo quarto de sua querida, mas falecida, filha
Se ela sofria, tudo acabou naquele dia,
Mas e sua família? Como continuará sem ela em suas vidas?

Olhar o retrato do garoto risonho,
E brincar com ele, acordar e perceber que tudo era apenas um sonho
Não terá mais sentido os sacrifícios cometidos pelos pais,
Já que nunca mais ouvirão o seu filho,
Jamais poderão olhar para o álbum de família sem chorar
E este é o desafio da baleia que os filhos não sabem,
No fim eles se vão, mas o que eles fazem,
Acabam com o coração de seus amados pais,
Que irão procurar todo dia, por toda a casa,
Onde estão aqueles que se foram.